Revista Educação e Linguagens, Vol. 9, No 16 (2020)

Tamanho da fonte:  Menor  Médio  Maior

IDENTIDADE, LETRAMENTO E DIALOGISMO NAS AULAS DE LÍNGUA PORTUGUESA DO 5º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL I

Mirely Christina Dimbarre, Pascoalina Bailon de Oliveira Saleh

Resumo


A escola é um ambiente em que as identidades ditas sociais são (re)negociadas constantemente por meio das relações dialógicas. Em outras palavras, nessa esfera os encontros e o entrecruzamento de diálogos constituem e orientam os enunciados de alunos e de professores, uma vez que a linguagem é constitutivamente dialógica e, com isso, produzem sentido(s), resposta(s) e outro(s) enunciado(s). Dessa forma, o presente artigo tem como principal objetivo analisar como as (re)negociações das identidades são desenvolvidas em duas turmas de 5º Ano, do Ensino Fundamental I, da Rede Pública da cidade de Ponta Grossa/PR, nos eventos de letramento que se deram durante as aulas de Língua Portuguesa. Esse recorte destaca as relações dialógicas e as questões de alteridade desenvolvidas nas aulas de Língua Portuguesa, observando como os alunos (re)negociam suas identidades sociais. Para situar as questões de letramento, buscamos aporte em autores como Kleiman e Street; de dialogismo em Bakhtin; e de identidade em Hall e Moita Lopes. A metodologia baseou-se na pesquisa etnográfica e, para gerar os dados, centrou-se nas observações, as quais foram anotadas em um diário. Assim, como resultados obtidos, constatou-se que alunos e professoras, imersos nas relações dialógicas e de alteridade, (re)negociam suas identidades a partir das esferas sociais de que participam e em que transitam.


Texto Completo: PDF