Revista Educação e Linguagens, Vol. 1, No 1 (2012)

Tamanho da fonte:  Menor  Médio  Maior

A LEITURA E A ESCRITA COMO POSSIBILIDADE DE RESGATE DA CIDADANIA DE JOVENS E ADULTOS EM PRIVAÇÃO DE LIBERDADE

Elenice Maria Cammarosano Onofre

Resumo


O objetivo deste artigo é apresentar reflexões sobre o papel da educação escolarna prisão, buscando evidenciar que a sala de aula se constitui em espaço de aprendizagemda leitura e da escrita, como fatores contributivos de (re)socialização e de (re)inserção socialdo homem aprisionado. Os procedimentos metodológicos utilizados na pesquisa, realizadaem um presídio masculino do estado de São Paulo/Brasil, foram análise documental,conversas informais e entrevistas, com amostra de alunos e professores da escola. Osresultados obtidos evidenciam que, embora despido do pertencimento à sociedade eduplamente excluído – pelo analfabetismo e pelo estigma por ter passado pela universidadedo crime –, o processo de alfabetização afigura-se como possibilidade de construção daidentidade e do resgate da cidadania, que a privação da liberdade confere ao homem queteve sua trajetória de vida marcada pela passagem na sociedade dos cativos.

Texto Completo: PDF