Revista de Geografia, Meio Ambiente e Ensino, Vol. 2, No 1 (2011)

Tamanho da fonte:  Menor  Médio  Maior

ANÁLISE DOS ASPECTOS PAISAGÍSTICOS E DE INFRAESTRUTURA DE ÁREAS VERDES URBANAS: O CASO DE ALGUMAS PRAÇAS DE MARINGÁ (PR) BRASIL

Marcos Clair BOVO, Margarete Cristiane de Costa Trindade AMORIM

Resumo


A presente pesquisa consiste em uma análise ciscustanciada das Praças Napoleão Moreiara da Silva, da Praça Monsenhor Bernardo Cnudde e da Praça Rejente Feijó, localizadas na cidade de Maringá–PR. Neste sentido, pretende-se identificar e analisar os aspectos paisagísticos e a infraestrutura destes logradouros a fim de compreender a qualidade ambiental desses espaços públicos. Também serão propostas medidas que auxiliem no planejamento e gerenciamento desses espaços públicos. A Praça Napoleão Moreira da Silva foi a primeira a ser implantada na cidade de Maringá, desenvolve várias atividades, apresenta vários equipamentos e boa estrutura proporcionado o uso por parte da população maringaense. A Praça Monsenhor Bernardo Cnudde e caracterizada pela existência de um templo religioso de estilo bizantino, desenvolve várias atividades ligadas à igreja, além de possuir várias estruturas e equipamentos instalados proporcionando o uso por diferentes faixas etárias. Quanto a Praça Rejente Feijó é caracterizada pela existência de vários equipamentos de atividades físicas instaladas, apresentado os equipamentos e estrutura em estado regular. Para a investigação realizou-se trabalho de campo com base em dois formulários. O primeiro visa à avaliação qualitativa e quantitativa da vegetação e constituem nos seguintes itens: nome da área, localização, altitude, vegetação existente, porte e densidade da vegetação, a cobertura do solo, os aspectos físicos e sanitários da vegetação, tipo de ocupação das proximidades e qualidade paisagística das praças. O segundo formulário teve como objetivo fazer o levantamento dos aspectos quantitativos e qualitativos dos equipamentos e estruturas existentes em cada logradouro. Para a avaliação dos equipamentos e estruturas das praças pesquisadas, estabelecemos parâmetros fixos de acordo com a metodologia desenvolvida por De Angelis (2000), que propõe critérios para a análise das condições de conservação, disponibilidade de uso, qualidade do material utilizado, manutenção, conforto, funcionalidade entre outros. Os resultados obtidos na pesquisa proporcionam: o conhecimento da real situação de cada um desses logradouros; a aquisição de informações que permitam a tomada de decisões para essas áreas públicas; a análise qualitativa das estruturas e equipamentos existentes nas três praças; e o levantamento dos aspectos da vegetação existentes nesses espaços.

Texto Completo: PDF