Revista de Geografia, Meio Ambiente e Ensino, Vol. 11, No 1 (2020)

Tamanho da fonte:  Menor  Médio  Maior

PRODUÇÃO DE ENERGIA COMO SUBPRODUTO EM ESTAÇÕES DE TRATAMENTO DE ESGOTO SANITÁRIO

Anderson FRANCISCON

Resumo


No Brasil menos de 50% da população tem acesso à rede de coleta e tratamento de esgoto, tal situação ocorre em parte devido ao alto custo de implantação e manutenção da Estação de Tratamento de Esgoto (ETE). Dentre os custos de manutenção de uma ETE, pode-se destacar o fator energético que é o segundo maior custo operacional. Nesse contexto, esta pesquisa visa abordar os diferentes tipos de energias possíveis de serem produzidas como subprodutos do tratamento de esgotos domésticos. Para a elaboração desta pesquisa, adotou-se a metodologia de revisão, pesquisando e analisando a literatura já existente. A pesquisa denotou diferentes formas de obtenção de energia, como: energia térmica, elétrica, combustível de automóvel e células de combustível. Conclui-se que é possível produzir energia em ETEs e que esse processo é benéfico à estação e para a sociedade.

Texto Completo: PDF