Revista de Geografia, Meio Ambiente e Ensino, Vol. 8, No 3 (2017)

Tamanho da fonte:  Menor  Médio  Maior

DIATOMÁCEAS BIOINDICADORAS DA QUALIDADE DA ÁGUA DO RIBEIRÃO COATI CHICO, CASCAVEL, PARANÁ

Gabriela Medeiros, Mailor Wellinton Wedig Amaral, Paula Carolina Ferreira, Thelma Alvim Veiga Ludwig, Norma Catarina Bueno

Resumo


Diatomáceas são comumente utilizadas como bioindicadores da qualidade da água em ambientes aquáticos dulcícolas, uma vez que sua ocorrência possui intrínseca relação com as condições ambientais. Para o estudo, realizaram-se coletas de fitoplâncton no ribeirão Coati Chico, afluente do rio Cascavel, na área rural próximo a uma das três estações de tratamento de esgoto de Cascavel (ETE Sul), nos meses de fevereiro, março, julho e agosto de 2015. Para obter informações sobre a qualidade da água do ribeirão, as condições físico-químicas da água foram relacionadas com a composição das assembleias de diatomáceas presentes no ambiente. 51 táxons foram identificados, dos quais 17 apresentaram abundância relativa ≥ 2% e cinco apresentaram abundância ≥ 10%. A assembleia de diatomáceas analisada contém espécies tolerantes à poluição e indicadoras de ambientes com alta concentração de nutrientes, explicando a condição mesotrófica constante do ribeirão Coati Chico.

Texto Completo: PDF