Revista de Geografia, Meio Ambiente e Ensino, Vol. 4, No 1 (2013)

Tamanho da fonte:  Menor  Médio  Maior

Aplicação do Método de Avaliação Contingente (MAC) para a Estimativa do Valor de Uso da Área de Proteção Ambiental da Fazendinha - APAFAZ, Macapá – AP, Amazônia - Brasil

MSc. Francisco Bocato Jr, Dr Alan Cavalcanti da Cunha

Resumo


O objetivo do trabalho é estimar o valor de uso da Unidade de Conservação (UC) da Área de Proteção Ambiental da Fazendinha (APAFAZ) considerando suas funções naturais e socioambientais. Para tanto foi aplicado o Método de Avaliação Contingente (MAC) fundamentado em um survey composto de variáveis atitudinais independentes. A base do método é a valoração de bens públicos, que por não possuírem preço de
mercado, são estimados por intermédio de mercados hipotéticos. Os resultados indicam que, no caso da disposição a pagar (DAP) espontânea, 32,9% dos usuários sinalizaram com um valor médio de R$ 11,02/mês, correspondendo a um montante de R$ 634.752,00/ano. Contudo, a DAP induzida, originada de um “cenário hipotético induzido”, exclusivamente daqueles que se negaram à DAP espontânea, 76% sinalizaram com um valor médio de R$ 22,30/mês, com montante correspondente de R$ 1.284.480,00/ano. Concluiu-se que a determinação da estimativa de um valor monetário de referência é básico à formulação de políticas públicas de proteção e uso da APAFAZ. Outro aspecto relevante é a estimativa de um valor de mercado disponibilizado aos gestores para utilizá-lo como parâmetro econométrico de apoio à sua sustentabilidade gerencial e financeira.

Texto Completo: PDF