Revista de Geografia, Meio Ambiente e Ensino, Vol. 1, No 1 (2010)

Tamanho da fonte:  Menor  Médio  Maior

A REPRODUÇÃO CAMPONESA UCRANIANA NO CONTEXTO DA COLONIZAÇÃO DO MUNICÍPIO DE NOVA TEBAS - PARANÁ

Leandro Domingos Luz, Adélia Aparecida de Souza Haracenko

Resumo


A nossa temática analítica envolve a colonização do município de Nova Tebas – Paraná no período de 1930 a 1960. Para essa análise destacamos, no contexto, o processo de reprodução social dos camponeses de descendência ucraniana, procedentes de centros difusores do sul do Estado. O recurso metodológico mais utilizado foram as entrevistas, obtidas com as fontes orais, além da utilização da documentação histórica para a compreensão da importância do campesinato na configuração da atual estrutura social, agrária e econômica do município. Entendemos que a migração é um processo intrínseco às características camponesas, assim, pela inviabilidade de reprodução social na área onde se encontravam, aos arredores de colônias tradicionais na região de Prudentópolis - Paraná, buscaram novas áreas, que lhes possibilitassem a sua permanência como camponeses, porém mantendo as características de sua cultura e do modo de vida camponês.

Texto Completo: PDF