Revista Paranaense de Educação Matemática, Vol. 6, No 10 (2017)

Tamanho da fonte:  Menor  Médio  Maior

UMA INVESTIGAÇÃO COM ALUNOS SURDOS DO ENSINO FUNDAMENTAL: O CÁLCULO MENTAL EM QUESTÃO

Maria Emilia Melo Tamanini Zanquetta, Clélia Maria Ignatius Nogueira

Resumo


Esta pesquisa objetivou identificar as possibilidades didático-pedagógicas de um trabalho sistematizado com cálculo mental de forma dialógica em Libras com alunos surdos fluentes. A pesquisa foi sustentada teoricamente na Teoria dos Campos Conceituais de Vergnaud. A opção metodológica foi a Engenharia Didática, com a aplicação de uma sequência didática composta por dois blocos: o do SND e o Aditivo. Os sujeitos de pesquisa foram três alunos surdos que cursavam o final do 6° ano no início da pesquisa. Os principais resultados foram: que a noção dos números “ad infinitum” não estava relacionada não apenas à extensão da sequência numérica; que a indiferenciação da numeração falada para a numeração escrita constituiu um desafio a ser vencido no bloco do SND;  que as principais estratégias utilizadas se concentraram nisto: identificamos a contagem a partir do primeiro número anunciado (não realizando uma sobrecontagem); realizar a sobrecontagem com e sem o auxílio dos dedos, usar a contagem regressiva com e sem auxílio dos dedos, recorrer a cálculos incorporados no seu repertório numérico; reproduzir mentalmente o algoritmo, mobilização de regras automatizadas;  aplicação das propriedades dos números e das operações e realizar cálculo baseando-se na percepção de algumas regularidades dos números anunciados. A dinâmica instaurada favoreceu a atenção, o autocontrole e autoconfiança dos sujeitos surdos diagnosticados com TDAH.

 


Texto Completo: PDF

A Revista Paranaense de Educação Matemática, periódico semestral da Universidade Estadual do Paraná - Campus de Campo Mourão, está indexada nas seguintes bases de dados: