Revista Paranaense de Educação Matemática, Vol. 6, No 12 (2017)

Tamanho da fonte:  Menor  Médio  Maior

CENÁRIOS PARA INVESTIGAÇÃO, IMAGINAÇÃO E AÇÃO

Denival Biotto Filho, Ana Carolina Faustino, Amanda Queiroz Moura

Resumo


Uma das preocupações da Educação Matemática Crítica diz respeito a formas de comunicação nos espaços de aprendizagem. Para promover reflexões sobre essa questão, Skovsmose (2000) apresenta seis ambientes de aprendizagem, em que diferencia a abordagem do paradigma do exercício da abordagem de cenários para investigação. Este artigo apresenta reflexões sobre estes ambientes de aprendizagem e propõe a ampliação das possibilidades de desenvolver conceitos relacionados a Educação Matemática Crítica em aulas de matemática. Tal ampliação, incluí a ideia de além das referências à matemática pura, semirrealidade e a realidade, que os cenários façam referência às possibilidades, destacando assim situações de aprendizagem que não se referem à realidade de fato, mas que consideram situações que poderiam acontecer. Também faz parte da nossa proposta considerar, além da abordagem do paradigma do exercício e cenários para investigação, a investigação controlada e direcionada pelo professor, e a abordagem dos cenários para ação, em que os estudantes são convidados a transformar a realidade em que vivem. Ao longo do texto apresentamos alguns exemplos de como esses ambientes poderiam ser constituídos. De modo geral, esperamos que este artigo contribua para as discussões acerca da Educação Matemática Crítica no contexto escolar.

Texto Completo: PDF

A Revista Paranaense de Educação Matemática, periódico semestral da Universidade Estadual do Paraná - Campus de Campo Mourão, está indexada nas seguintes bases de dados: